Fabricante de chips de MG, Unitec Semicondutores, pode receber apoio do BNDES em breve

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) concederá novos financiamentos à Unitec Semicondutores, uma empresa privada voltada para a fabricação de chips, fundada em 2012 e sediada na região de Ribeirão das Neves, em Minas Gerais.

Considerada uma das maiores e mais modernas produtoras de semicondutores da América Latina, sua atuação na área de inovação tecnológica faz com que a empresa seja foco prioritário do apoio fornecido pelo BNDES que, além de linhas de financiamento, também participará como acionista por meio do programa de participações acionárias do Banco, o BNDESPar, com participação de aproximadamente um terço da fabricante de chips.

Segundo Paulo Rabello de Castro, presidente do BNDES, o apoio concedido depende do desbloqueio de verbas do BNDES e do BNDESPar ligadas às garantias, como parte das políticas de participação do banco em empresas. Outros acionistas da Unitec Semicondutores incluem a Corporación América, o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), a IBM Corporation, WS-Intecs e Matec Engenharia.

Uma reunião aconteceu na última quarta-feira (7) na Corregedoria-Geral da União, em Brasília, para que lideranças do BNDES e Finep discutissem detalhes sobre a recomposição das garantias da Unitec, que pode receber quantias superiores a R$ 200 milhões. Espera-se, também, que o acordo libere a última parcela da Finep, no valor de R$ 72 milhões.

Atualmente, os principais produtos fabricados pela Unitec Semicondutores são dispositivos IoT voltados para a conectividade e mobilidade urbana, além de sistemas de telegestão para iluminação pública, estacionamentos inteligentes, compartilhamento e rastreamento de bicicletas, coleta de resíduos inteligentes, monitoramentos de enchentes e automação do tráfego. Tudo indica que, dado o apoio do BNDES, o Brasil ganhará uma aliada de peso para soluções voltadas para cidades inteligentes.